Com toda certeza você já viu muita matéria por aí utilizando esses famosos termos do mundo das telonas, mas você sabe o significado de todos eles?

Alguns são bem parecidos e podem gerar uma certa confusão.
Com remakes e reboots cada vez mais frequentes em Hollywood resolvemos trazer aqui alguns dos termos mais usados com alguns exemplos bem clássicos para tirar de vez suas dúvidas.

  • Sequel

Consideramos esse o mais “fácil” da lista, sequel nada mais é do que a SEQUÊNCIA de um filme de sucesso, é nessa hora que surgem as famosas franquias de sucesso de Hollywood como “Velozes e Furiosos” e “Harry Potter”, cada filme lançado apresenta novos personagens, porém as figuras centrais da trama permanecem.

  • Prequel

Diferente de “Sequel”, o prequel é quando surge o lançamento de uma obra contando alguma história anterior que tenha relação a uma produção original já lançada.
Confuso? Calma, a gente explica. 😂😂
Você conhece uma história original e sua trama principal, aí vem o prequel e te explica como tudoooo aquilo começou e os fatos que fizeram chegar a história que você já conhece.
Um ótimo exemplo disso é X-Men Origens: Wolverine que mostra os eventos que ocorreram antes de X-Men (2000) e como Logan era antes e depois do seu (mega-hiper-socorro dolorido) encontro com o adamantium.
Outro prequel super famoso lançado nos anos 2000 é a trilogia Star Wars.

  • Remake

Os Remakes estão cada vez mais frequentes nos cinemas.
O termo se refere a obras antigas que possuem uma boa história e são “refeitas” para serem repassadas para novas gerações.
O termo se refere ao ato de pegar o enredo original de um filme e criar um novo filme, seja na intenção de modernizá-lo ou simplesmente porque algum diretor tem um carinho muito forte pela obra ou tem uma visão que gostaria de repassar sobre o filme.
Exemplos muito conhecidos desse tipo de obra é Carrie a Estranha, It – A Coisa e A Fantástica Fábrica de Chocolate.

  • Reboot

Traduzido literalmente, o reboot é basicamente REINICIAR!
Se o Remake se preocupa em manter o enredo original do filme, o reboot é o oposto, ele basicamente reinicia uma produção já lançada.
Reboot’s não se prendem ao enredo original da franquia, costumam continuar com a mesma base e também alguns personagens do filme original mas com novas histórias, novos personagens e cenas totalmente diferentes.
Um exemplo ótimo pra você entender bem esse termo são as várias versões de uma mesma história bem conhecida: Homem-Aranha, O espetacular Homem-Aranha e Homem-Aranha: De volta ao Lar, cada um com atores, idades e histórias diferentes.

  • Spin-off

Spin-off é outro termo que está sendo muito falado nos últimos tempos.
Esse termo se refere a uma produção que é derivada de outra, normalmente focando em algum personagem coadjuvante da obra original que acaba roubando a cena e se tornando muito popular entre o público.
Diferente do prequel e do sequel, ele não tem a obrigação de se passar antes ou depois da obra em que se deriva, geralmente surgem para atender os pedidos do público que quer mais sobre algum determinado personagem ou história citada na obra principal.
Grandes exemplos de Spin-off são o filme dos Minions que vem do amado Meu Malvado Favorito e a série Better Call Saul, que tem como origem a premiada Breaking Bad.

  • Revival

Usado em sua maioria em grandes séries de sucesso, o revival é uma continuação com pelo menos alguns dos integrantes do elenco da obra original, causando um efeito “nostalgia” no público.
Exemplos desse termo são as séries Fuller House, conhecida por nós como “Três é Demais” e Gilmore Girls.

  • Crossover

A tradução livre para esse termo seria “cruzamento” e é exatamente isso que acontece nas obras desse estilo, uma interação entre personagens de universos ou histórias diferentes que dão início a uma nova produção.
Crossover é algo que, por natureza, já agrada aos fãs. Ver personagens de lugares diferentes interagindo em situações que só aconteciam na sua imaginação, é muito bom de ver.
Os mais comuns são encontrados em adaptações de obras literárias e filmes ou séries de heróis, por ser uma prática comum em histórias em quadrinhos.
Os exemplos mais recentes são encontrados nas séries Arrow, SuperGirl e Flash e em filmes como Freddy vs Jason, Alien vs Predador e Vingadores.

  • Live-action

São adaptações de desenhos e animações feitos com atores e atrizes reais, podem ser filmados em conjunto com animações 2D ou por produções computadorizadas.
Grande parte do sucesso das live-actions são graças ao uso da tecnologia CGI, que são imagens geradas por computador e se tornou essencial para o cinema, já que a grande maioria dos filmes live-action são blockbusters, com grande apelo comercial, grande orçamento e divulgação massiva.
Os filmes desse tipo têm feito bastante sucesso ao redor do mundo e ultimamente existe um grande número de Live-actions de filmes clássicos de animação, como A Bela e a Fera, Malévola, Alice no País das Maravilhas e o Rei Leão.

UFA, e aí, conseguiu entender todos os termos e algum deles é novo pra você?
Conta pra gente o que achou. 😊

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui